Conservação e Restauro

A Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva é reconhecida nacional e internacionalmente pelas suas competências técnicas e científicas na área das artes decorativas, dos ofícios tradicionais e da conservação e restauro. Portadora de uma vasta experiência baseada na formação ministrada nas suas escolas (ESAD e ex-IAO, actual FRESSFORMA) e no trabalho desenvolvido nas oficinas de artes e ofícios, a sua actuação no âmbito da conservação e restauro usufrui da congregação de sinergias de um modelo orgânico singular tripartido, que articula o Museu de Artes Decorativas Portuguesas, a Formação e as Oficinas tradicionais. O Departamento de Conservação e Restauro coordena cientificamente as intervenções a realizar, desde o levantamento do estado de conservação e diagnóstico, definição de metodologia e a execução do tratamento proposto. Assumindo a exigência que actualmente orienta a Conservação e Restauro, entende a necessidade da pluridisciplinaridade como algo fundamental para o (re)conhecimento da obra de arte. Neste sentido, a colaboração com técnicos das diferentes oficinas, permite acrescentar a toda a intervenção mais valias únicas na recuperação e salvaguarda do bem patrimonial, móvel ou imóvel.