Átrio

Este espaço apresenta-se dividido pelo arco de cantaria aberto na Cerca Moura e coberto por tecto de madeira com pintura ornamental executada no âmbito da campanha de restauro do edifício no início do decénio de 1950 que reproduz motivos seiscentistas. Os dois painéis de azulejos representam a Natividade e a Visitação de Nossa Senhora a Santa Isabel, encontrando-se atribuídos a Nicolau de Freitas. O universo religioso é ainda assinalado pela presença de uma Santa Mártir e de um São Pedro Papa, imagens quatrocentistas em calcário.

O espaço é dominado por uma berlinda coupé (com um só assento interior) executada no último quartel do século XVIII num gosto ainda Rococó, com a caixa enriquecia por vistosa talha dourada que se amplia nas cercaduras pintadas no interior dos apainelados, preenchidos com cenas mitológicas. No painel fronteiro identificam-se as armas dos viscondes de Asseca ladeadas por dois índios que evocam a longa ligação dos membros daquela família ao Brasil, onde desempenharam altos cargos administrativos. 

Partilhe
Átrio