Cerâmica

Porcelanas, faianças e painéis de azulejos enformam este núcleo que conta com aproximadamente 200 peças. Bastante representativa é a colecção de faianças dos séculos XVIII e XIX (fabricos do Rato, Massarelos, Miragaia, entre outros), a par de uma grande variedade de azulejos, alguns originários do palácio, ainda in situ, outros nele integrados com as obras de restauro dos anos 40 e ainda outros fruto de doações, sobressaindo os raros painéis seiscentistas provenientes da Quinta dos Chavões, no Cartaxo. Entre as porcelanas, destacam-se as peças chinesas de encomenda portuguesa, com alargada presença da dinastia Qing, nomeadamente, dos períodos Kangxi (1662-1722) e Qianlong (1736-1795).

Terrina

Lisboa, Real Fábrica do Rato, período de Tomás Brunetto (1767-1771) Faiança moldada com pintura polícroma Inv. 552 Por iniciativa do conde de Oeiras, depois marquês de Pombal, é fundada em [+]

Caixa de Faqueiro

China, dinastia Qing, período Kangxi (c. 1700-1720) Porcelana decorada com esmaltes a azul-cobalto sob o vidrado e esmaltes vermelho, verde e ouro sobre o vidrado Inv. 497 Esta caixa de [+]

Coche com cavaleiro

Lisboa, terceiro quartel do século XVII Painel de azulejos com pintura policromada Inv. 1362/3 Proveniente da Quinta dos Chavões, no Cartaxo, propriedade que pertenceu aos condes de Unhão, este painel [+]

Bilha de segredo

Caldas da Rainha (?), início do século XVI (?) Cerâmica não vidrada Inv. 618 A designação conferida a esta bilha deve-se a um curioso artificio que leva a que a [+]